Search
Close this search box.

.

Will Santt lança disco autoral com releitura de Dorival Caymmi

Chegou às plataformas digitais nesta sexta-feira (7) o registro ao vivo do show do cantautor e multi-instrumentista Will Santt no Blue Note SP.  Das 10 faixas do álbum Will Santt – Ao vivo no Blue Note SP, nove são de autoria de Will, à exceção de Rosa Morena, um clássico do mestre Dorival Caymmi. 

Nascido em Barueri, interior de SP, este capricorniano de 21 anos vem sendo apontado como o novo nome da Bossa Nova, conquistando milhares de ouvintes e seguidores com suas releituras e seu repertório autoral, no Brasil e no exterior.

O álbum que será lançado nesta sexta-feira pelo selo Blue Stage, fruto da parceria da Musickeria com o Blue Note, destaca a produção autoral de Will Santt, como a inédita Anil Divinil. Outras canções do artista, que já vinham sendo tocadas em seus shows, agora ganham um registro que capta a performance segura de voz e violão de Santt, além da recepção calorosa do público do Blue Note. Músicas como O Bem, MulherAranhol, Amsterdã, Quando Chover, Meu Caminho e Lamento de Deus também fazem parte do repertório.

Herdeiro direto do legado de mestres como João Gilberto, Tom Jobim e Roberto Menescal, Will Santt, tendo as harmonias de clássicos da Bossa Nova como referências. “Conheci a Bossa Nova quando eu tinha uns dez anos. Aprendi a tocar violão entre dez e onze anos sozinho, sou autodidata. Um dia, pesquisando alguns vídeos, o próprio YouTube me sugeriu Águas de Março, aquele vídeo com Tom Jobim e Elis Regina. Cliquei para assistir e me apaixonei, foi um encontro assim de almas. Rapidamente peguei o violão, comecei a estudar os acordes e aprendi a tocar Águas de Março. Um tempo depois eu conheci as canções do João Gilberto e de lá para cá venho estudando cada vez mais esse repertório”, pontua Will Santt.

O domínio do instrumento logo o fez começar a compor seus primeiros temas, que hoje já são mais de 100, totalmente escritos por ele.  A bossa de Will Santt bebe na fonte, mas atualiza e renova um dos gêneros mais icônicos da música brasileira.

A musicalidade o estilo único de Will Santt vêm conquistando admiradores também no exterior. Em janeiro deste ano, ele participou do Fórum Econômico de Davos, na Suíça, a convite da cantora africana Angélique Kidjo, conhecida por sua diversidade musical. Entre os fãs do jovem talento está também o fotógrafo de moda e cineasta americano Bruce Weber, responsável por campanhas publicitárias para grandes marcas e publicações.

Nas duas turnês que fez pela Europa, Will Santt foi muito bem recebido pelo público e pela imprensa. As críticas destacaram a sua habilidade em “frasear antes do compasso”, como fazem os cantores de jazz, sua “discreta sensibilidade”, e definiram Will como “um astro emergente da música brasileira”. Em julho ele embarca em uma nova turnê por Portugal, Espanha, Itália, França, Inglaterra e Bulgária.

Ouça a faixa Anil Divinil, de Will Santt:

Compartilhe :
Twitter
LinkedIn
Facebook
WhatsApp
Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PUBLICIDADE

Will Santt lança disco autoral com releitura de Dorival Caymmi