Search
Close this search box.

.

Gilberto Nogueira, o eterno Gil do Vigor, segue em permanente regozijo

ROBSON GOMES
robson.silva@diariodepernambuco.com.br

Mesmo com fama, Gilberto Nogueira segue focado nos estudos – Foto: Marina Sampaio/Divulgação

“Quanto vale entrar para a história? Quanto vale não ser esquecido jamais? Porque pensando assim, você ganhou seu prêmio”. Faz exatos três anos que Gil do Vigor ouviu essas palavras do apresentador Tiago Leifert, ocupando assim o quarto lugar do Big Brother Brasil 21, da TV Globo. Porém, mais que se tornar um mero ex-BBB que some pouco tempo depois de passar pela casa mais vigiada do país, o público guardou para sempre seu nome, sobrenome e outros detalhes de sua vida. E assim é Gilberto Nogueira: filho de Jacira, irmão de Janielly e Juliana, morador do Janga, no Paulista, um homem gay, economista e mestre.

“Acredito que o público do reality se identificou comigo, com minha história de vida e isso é muito importante para mim. Pois busquei mostrar o verdadeiro eu durante o programa. E aqui fora, me senti muito acolhido e amado. Desde então, tenho tentado retribuir todo esse carinho, seja com contribuições para a educação e cultura, ou com a cachorrada que o público também adora”, conta Gil em conversa exclusiva com a coluna Giro.

Em vez de se deslumbrar com a fama, o pernambucano seguiu focado no que, segundo ele, foi fundamental na sua vida: a educação. Com isso, sua história virou conteúdo de uma palestra comandada pelo próprio, no mês passado, na renomada Harvard University, nos Estados Unidos: “Foi como uma realização de sonho para mim. A educação sempre teve um papel fundamental na minha vida e mais uma vez me levou a ocupar espaços incríveis. A palestra foi muito especial, pois consegui passar um pouco da minha experiência de vida enquanto brasileiro nascido e crescido em área periférica, que teve poucas oportunidades, mas que encontrou nos estudos uma chance de lutar e mudar sua vida”.

Em busca do título de PhD em Economia, Gil segue mergulhado nos estudos na Universidade de Davis, também no país norte-americano. “Vem sendo um grande desafio, mas o sentimento maior é o de gratidão, sabe? Por ter uma oportunidade tão incrível de me qualificar e ainda poder contribuir com meu país. A rotina é exaustiva, passo grande parte dos meus dias imerso nos estudos, lendo e produzindo materiais para o PhD, e há também a saudade de casa, da minha família e amigos. Mas entendo que as coisas não vêm fácil e passar por isso vale a pena. Então não baixo a cabeça e continuo seguindo em frente, pronto para vigorar”, brinca.

Uma voz potente na militância LGBTQIA+

A sexualidade de Gil, que chegou a ser um tabu para ele mesmo dentro do reality, não o afeta mais. Pois o ilustre paulistense hoje tem orgulho de ser membro e militante da diversidade: “Ser visto como uma referência e uma voz importante quando se trata de representatividade LGBTQIA+ é de uma importância sem igual e, também, uma responsabilidade muito grande. Sempre fiz questão de trazer à tona discussões sobre a causa e de me posicionar também, mas ainda acredito que temos um caminho a percorrer como sociedade. Toda nossa luta por respeito, dignidade e direitos ainda se faz necessária e seguimos batalhando diariamente”.

Tamanha consciência política e social fez com que Gil cogitasse a possibilidade de concorrer a um alto cargo político. Mas segundo ele, o momento agora, é outro. “Cada dia mais compreendo a necessidade de investimentos em educação e políticas públicas para o nosso país. E quanto mais reflito, sinto mais necessidade de contribuir, independente da forma. Mas no momento, não penso muito sobre. Estou focado nos meus estudos e no que está acontecendo agora. Vamos deixar para o Gil do futuro dar conta”, pondera.

Conciliando a rotina de doutorando e ainda um contrato com a TV Globo, a verdade é que Gilberto Nogueira tem plena consciência de que ainda vive um momento de regozijo, como ele mesmo gosta de dizer. “Quero concluir os estudos do meu PhD e poder voltar para o Brasil para aplicar todos os conhecimentos que tenho adquirido ao longo desses anos aqui nos EUA. Também quero poder usar minha voz, experiência e formação para ajudar a desenvolver políticas públicas e ações de melhorias, que sejam de fato eficazes, para ajudar o nosso povo. Enquanto isso, sigo com meus projetos como o quadro Tá Lascado, do Mais Você, além de gravar e postar nas minhas redes sociais vídeos de educação financeira e economia para ajudar as pessoas”, declara o servo que venceu.

Compartilhe :
Twitter
LinkedIn
Facebook
WhatsApp
Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PUBLICIDADE

Gilberto Nogueira, o eterno Gil do Vigor, segue em permanente regozijo