Search
Close this search box.

.

Domitila Barros analisa sua vida um ano após o ‘BBB 23’

ROBSON GOMES
robson.silva@diariodepernambuco.com.br


Noventa e três dias, sete paredões, um quarto branco: assim podemos resumir a intensa vida da pernambucana Domitila Barros no BBB 23. Conhecida como a “gratiluz” da temporada, a “debochada em transição” fez a diferença no reality com sua personalidade forte e agradou muito por não esconder suas raízes – que transparecia em seus cabelos ora cacheados, ora trançados – o que lhe garantiu o sexto lugar no programa.

“O BBB contribuiu por aumentar o alcance de pessoas no Brasil e brasileiros pelo mundo que hoje conhecem minha vida, história e minhas pautas. Mas continuo sendo sendo farinha e correndo atrás das realizações dos meus sonhos e minha felicidade”, conta ela, em entrevista para a coluna Giro.

Domitila também conta que sua participação no reality show teve lados bons e ruins. “É como eu dizia dentro da casa: eu não fui para o Big Brother para aprender a desistir, nem pra provar que vivemos num país onde a “maioria” é racista, etarista ou com pouca empatia social, porque o que eu vivo fora da casa – antes e depois do BBB – é o contrário e eu queria muito poder contar essa história, sabe?”, reflete.

“Minha edição foi marcada por discussões dentro e fora de jogo sobre racismo, ética, responsabilidade social, pluralidade religiosa e vários outros temas necessários. Mas que doem, causam trauma e definem sim uma carreira e uma sociedade. Então, o desafio quando penso hoje é que as consequências foram maiores e mais complicadas do que eu poderia imaginar ou me preparar para”, completa.

Domitila sempre teve orgulho de morar na Linha do Tiro, bairro da Zona Norte do Recife – Foto: Cortesia

Cria da Zona Norte do Recife, onde segue tocando seus projetos sociais, Domitila está na Alemanha para lançar seu livro, Sonhadora Rebelde, no final de maio, que aborda como sua vida na favela a formou como ser humano. “A Linha do Tiro e o Morro da Conceição significam muito para mim. A favela nunca vai sair de mim e por onde eu passar, vou estar levando comigo”, declara.

A recifense ainda compartilhou quais são seus principais sonhos no momento. “Sonho em ter um quadro na TV brasileira que misture diversão e informação. Amo o contato com o público, o set, decorar texto e ainda acredito que é possível sim sonhar e fazer acontecer!”, projeta ela, que fez um curso de apresentadora de TV recentemente, na própria TV Globo.

De olho no BBB 24

Domitila Barros conta que acompanha pouco a atual edição, mas deixa um palpite sobre a temporada que está no ar. “Acompanho de maneira limitada porque ainda vem muitos gatilhos que, por ser muito recente, preciso me poupar. Mas acredito que Beatriz será a grande campeã. Os meus favoritos acredito que não ganharão o prêmio, mas talvez cheguem na final. Não que Bia não seja uma das minhas favoritas. Ela está no meu Top 4 e imagino, sim, ela campeã”, explicou.

Compartilhe :
Twitter
LinkedIn
Facebook
WhatsApp
Telegram

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

PUBLICIDADE

Domitila Barros analisa sua vida um ano após o ‘BBB 23’